Centro de Memória da SBPC

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), fundada em 1948 na cidade de São Paulo, cuja ata de instalação pode ser consultada aqui, desenvolveu atividades desde o seu início em todos os ramos da ciência  e criou  um espaço único de discussão em âmbito nacional de políticas públicas de Ciência e Tecnologia, sendo parte importante da história da ciência no Brasil,  numa época de pós-guerra,  em que esses temas fervilhavam em escala internacional.

Para resgatar o conhecimento sobre o papel da instituição durante seu percurso até os dias atuais,  preservando e conservando a documentação dessas ações, foi inaugurado em  2017, na sede da SBPC,  o Centro de Memória Amélia Império Hamburger (CMAIH), cujo nome homenageia a professora de física da USP, uma das pioneiras nessa tarefa iniciada em 2004, juntamente com outros colaboradores.

“A palavra memória remete tanto à possibilidade de fixar, reconhecer e evocar experiências passadas quanto ao dispositivo (…) que permite receber, reter e restituir dados”.1 “A palavra centro, por sua vez, sugere não apenas uma unidade de controle de tais operações; aponta também para a necessidade de evitar a dispersão e a fragmentação de algo que, na verdade, está em toda parte”.2 O CMAIH preenche essas atribuições e entre seus objetivos estão  contribuir para a recuperação, conservação e divulgação da memória da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e  facilitar a consulta pública à documentação tanto física como através de uma base de dados,  disponibilizada em seu próprio site e divulgada sempre que possível, através de exposições e publicações. Com isso será possível também ampliar o registro disponível da memória daqueles que participaram não só da história da SBPC como da história da ciência no Brasil.

O acervo do CMAIH conta com um grande número de documentos de diferentes gêneros (textual, iconográfico, audiovisual, fonográfico etc) e em diferentes formatos.

O acervo textual é composto de documentos oficiais, atas de reuniões, manifestos, relatórios e outros da atuação da instituição nas áreas  da ciência e tecnologia, educação, meio ambiente etc. Abriga ainda todos os documentos produzidos para e nas Reuniões Anuais, Regionais, Especiais e Internacionais promovidas pela instituição.

 

 

1 Camargo, A.M. & Goulart, S. (2015). Centros de Memória – Uma proposta de definição. Edições SESC.

2  Neiva, E. apud Camargo & Goulart (2013). Dicionário Houaiss de comunicação e multimídia. I. Houaiss/Publifolha.