Finep é a mais nova sócia institucional da SBPC

Para Celso Pansera, presidente da Financiadora de Estudos e Projetos, neste momento de retomada da ciência brasileira, é importante que a Finep contribua para o fortalecimento de uma instituição tão importante para a Ciência brasileira

finepA Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) é a mais nova entidade a entrar para o quadro de sócios institucionais da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Para Celso Pansera, presidente da Finep e ex-ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação (2015-16), filiar-se à SBPC, a sociedade mais representativa da área, é mais um passo no processo de valorização da ciência promovido pela Fundação. “Nossa gestão na Finep, orientada pelo presidente Lula, pela ministra Luciana Santos, é de retomar com muita energia a ampliação, o resgate da infraestrutura científica junto do programa Nova Indústria Brasil, dando novamente relevância para a indústria no País. E isso não se faz sem uma relação direta e forte com a produção científica nacional e todos os seus atores”, afirma.

Pansera comenta ainda que, nesse momento de retomada da ciência brasileira, é importante que a Finep colabore com o fortalecimento da SBPC e das importantes ações dessa entidade no avanço do desenvolvimento científico e tecnológico do País.

“A SBPC reúne a comunidade científica brasileira, todo o ecossistema de inovação, e a Finep é a principal agência de fomento da inovação da estrutura científica no Brasil. E nada mais natural que a Finep seja sócia e tenha uma presença mais orgânica junto à entidade”, acrescenta.

Claudia Linhares Sales, secretária-geral da SBPC, destaca que a entidade tem uma história de longa data com a Finep. “Nunca deixamos de reconhecer sua missão e papel como um dos mais importantes atores para o desenvolvimento do País”, observa.

Para a secretária-geral da SBPC, a ampliação do número de sócios institucionais atesta a importância que as organizações e empresas dão ao trabalho dessa sociedade científica brasileira que completará 76 anos neste ano. “A SBPC toma a adesão das instituições como um grande reconhecimento de seu trabalho. É uma chancela à importância das suas causas e, mais ainda, um alinhamento e compromisso com esses propósitos.”

Linhares conta que um dos focos desta gestão é continuar o trabalho de difusão do ideário da SBPC junto a entidades e empresas, para que se unam na defesa da ciência, tecnologia e inovação brasileiras. “A união de toda a sociedade civil em torno dessas bandeiras é o que trará o Estado brasileiro, como um todo, a engajar-se no fortalecimento de CT&I.”

Além da Finep, são sócios institucionais da SBPC o Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH São Paulo), o Complexo Pequeno Príncipe, a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Fundação Péter Murányi, o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), o Instituto Serrapilheira, a Microbiológica Química e Farmacêutica, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e a 3M Brasil.

Vivian Costa – Jornal da Ciência